г. Рио-де-Жанейро
Vida da Santa Zenáide

A Santa Mártir Zinaída 11/24 de outubro

As santas irmãs Zinaíde e Filonila nasceram na cidade de Tarso, na região da Cilícia, na Ásia Menor (hoje, Turquia). A Tradição relata que elas eram parentes do Apóstolo Paulo. Paulo, que outrora chamara-se Saulo e fora um dos principais perseguidores dos cristãos e da Igreja de Deus, após sua conversão tornou-se um confessor da fé cristã. Vendo a grande mudança na vida do seu tio, as jovens virgens, refletindo sobre as coisas vãs deste mundo e os ensinamentos de São Paulo, desejaram de alma inteira trabalhar somente para Cristo.

Escolhendo cuidar apenas das necessidades de suas almas, estabelecendo-as na fé e ensinamentos cristãos, Zinaida e Filonila viajavam pelas cidades e vilarejos pregando o Evangelho e curando todo tipo de doenças e enfermidades do povo. Deixando sua mãe renunciando às suas propriedades, as virgens realizaram obras verdadeiramente apostólicas. Tendo nos seus corações as palavras do Profeta Davi: «O quão bom e suave é viverem os irmãos em união» (Sal. 132:1), Zinaída e sua irmã decidiram ir morar em uma caverna próxima à cidade de Demetríade, ao norte de Tarso. Lá as virgens levavam vidas iguais as dos anjos.

Zinaída tratava de todas as doenças possíveis e Filonila, entregando-se ao jejum e à vigília, operava grandes milagres. Mas foi agradável a Deus que estas pérolas não ficassem escondidas da população, que necessitava da sua ajuda e serviço. Cada vez mais e mais pessoas vinham à caverna das virgens para seem curadas. As santas irmãs curavam tanto as enfermidades físicas como as enfermidades espirituais do povo, firmando-o na fé Cristã. Vendo a quantidade de pessoas que se recuperavam através da grandiosa graça das virgins cristãs, muitos pagãos converteram-se ao Cristianismo e foram batizados. Não sabemos quanto tempo as Santas Zinaída e Filonila permaneceram em Demetríade. Porém, alguns dos pagãos que ali viviam enfureceram-se com o resultado da pregação e dos milagres operados pelas virgens, pois devido a elas os templos pagãos ficaram desertos e a adoração aos demônios diminuiu. Sentindo-se ameaçados, os pagãos resolveram matá-las, e à noite foram à caverna das virgens e as apedrejaram até a morte, enviando assim seus espíritos ao Paraíso.

 

Foi assim que as santas virgens Zinaída e Filonila receberam suas mortes martíricas. Rezamos para as Santas Mártires Zinaída e Filonila pedindo a cura de toda enfermidade da alma e do corpo. Orações Tropário, tom 4: Tua ovelha Zinaída, ó Jesus, clama a ti com alta voz: Te amo, Esposo meu, e busco sofrer por Ti, e crucifico-me e enterro-me por Teu batismo, e padeço por amor a Ti. Para reinar em Ti também morro por Ti, para que viva Contigo: recebe-me como um sacrifício imaculado, com amor me ofereço em sacrifício a Ti. Pelas Tuas orações, ó Misericordioso, salva minha alma. Kondákio, tom 2: Teu venerabilíssimo templo revelou-se a todos os fiéis como cura do espírito, portanto com altas vozes clamamos a ti, virgem mártir Zinaída, honrabilíssima! Roga incessantemente por todos nós a Cristo Deus. Glorificação, tom 8: Glorificamos a Ti, Santa Mártir Zinaída, e honramos teu venerável sofrimento, que padeceste por Cristo.